Warning: include(): open_basedir restriction in effect. File(/84509) is not within the allowed path(s): (/home/sacs2/:/tmp:/opt/remi/php80/root/usr/share:/usr/local/php/8.0/lib/php:/usr/share:/etc/pki/tls/certs:./:/dev/urandom) in /home/sacs2/www/wp-includes/class-wp.php on line 819

Warning: include(/84509): Failed to open stream: Operation not permitted in /home/sacs2/www/wp-includes/class-wp.php on line 819

Warning: include(): Failed opening '/84509' for inclusion (include_path='.:/opt/remi/php80/root/usr/share/pear:/opt/remi/php80/root/usr/share/php:/usr/share/pear:/usr/share/php') in /home/sacs2/www/wp-includes/class-wp.php on line 819
O QUE QUER UMA MULHER? - Sac S2

O QUE QUER UMA MULHER?

Imagem4

“A grande pergunta que não foi nunca respondida e que eu não fui capaz ainda de responder, apesar dos meus trinta anos de pesquisa sobre a alma feminina é – O que quer uma mulher?” (Freud para Marie Bonaparte)

A frase proferida por Freud é bastante replicada e explorada em palestras e discussões.
Um dos primeiros homens e estudiosos a ceder espaço às mulheres a fim de compreender seu mal-estar, após 30 anos e de maneira ligeiramente humilde, afirma não saber o que quer uma mulher. O que seria então dos outros milhões de homens que não detém essa habilidade de escuta e compreensão do psiquismo humano?
Ele não fala do DESEJO da mulher, já que este é da ordem do inconsciente, ele fala do QUERER.
Passadas várias décadas, e após a eclosão dos movimentos feministas, muitas mulheres fizeram uso dos espaços conquistados para responder à dúvida de Freud. Para muitos, já estamos vivendo um período pós-feminismo.
A mulher quis, entre outras coisas, direitos. Estudar, votar, trabalhar, ocupar cargos de liderança, desempenhar diferentes funções, ter salário equiparado, explorar sua sexualidade e, por incrível que pareça, terminar uma relação sem colocar em risco sua vida. Mas isso é apenas no básico.
Hoje poderíamos perguntar, “o que MAIS quer uma mulher?”, já que ainda resta muito o que querer. Mas, para obter a resposta a essa questão faz-se necessário um cuidado especial, uma habilidade pouco explorada em nossa sociedade, a ESCUTA. Escutar vai além do ouvir, e exige certo zelo, atenção, disposição e, não obstante, técnica.

“Assim, cada vez que um psicanalista, depois de Freud, sustentar que existe um ponto impossível de se desvendar sobre o querer das mulheres, devemos lhe responder, como Sócrates: “indaga-te a ti mesmo” … Pois só o que um homem recusa saber sobre o seu desejo é capaz de produzir o mistério sobre o objeto ao qual ele se dirige, o desejo de uma mulher”. (Maria Rita Kehl)

Que as mulheres sejam ouvidas, assim, restarão menos dúvidas.

Feliz Dia Internacional da Mulher!

Alessandro Poveda
Psicanalista SAC
(11) 94945-8735
,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *